Forum 3ª Divisão Série E

Forum da 3ª Divisão Nacional Série E de Futebol
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 At. Cacém 1 - 1 Sintrense

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Bruno

avatar

Mensagens : 92
Data de inscrição : 08/01/2008
Idade : 25
Localização : Sintra

MensagemAssunto: At. Cacém 1 - 1 Sintrense   Seg Jan 21, 2008 2:37 pm

ATLÉTICO DO CACÉM 1 SINTRENSE 1

CAMPO JOAQUIM VIEIRA




Árbitro: João Bento

Assistentes: Gonçalo Antunes e Leonel Manha

Conselho de Arbitragem de Santarém







ATLÉTICO DO CACÉM: Tecelão, Bruno Andrade, Paquete, Sapo, Ivo Ribeiro, Vasco Franco, Quinaz, Francisco Venda( Rodinhas aos 55m), Pedro Augusto (Ivan aos 76m), Casquinha (cap), Nuno Veludo ( David aos 90m).




Suplentes não utilizados: Pedro Correia, Pedro Coelho, Richard e Cláudio




Disciplina: Cartão amarelo a Nuno Veludo (70m).




Técnico: João Raimundo




GOLO: Pedro Augusto aos 9m.




SINTRENSE: Renato, Emanuel, Nuno Alves ( Miguel Ângelo aos 77m), Paulo Vieira (cap), Bandeira, Walnei, Nuno Duarte ( Miguel Abreu aos 70m), Jorge Almeida, Angel, Jorge Bento e Pedro Alves ( Èder aos 64m)




Suplentes não utilizados: Paulo, Alex, Josué e Estrela




Disciplina: Cartões amarelos: Bandeira aos 42m, Emanuel aos 59m e Miguel Ângelo aos 90m




Técnico: Paulo Morgado




GOLO: Nuno Alves 44m




No derby dos derbies do concelho de Sintra, entre as duas equipas sintrenses com mais história nos campeonatos nacionais de futebol, Atlético do Cacém e Sintrense levaram ao campo Joaquim Vieira, no Cacém, muitas centenas de pessoas que assistiram a uma partida emotiva, mormente na primeira parte, onde se marcaram dois golos, e onde existiram mais oportunidades junto às àreas contrárias.




Logo aos cinco minutos, Pedro Augusto inaugurou o marcador para o Atlético do Cacém. O lance começa numa falta clara sobre Angel sobre a linha divisória do terreno de jogo, que o àrbitro não assinalou. O meio campo do Cacém lançou rapidamente o esférico para as costas da defensiva do Sintrense, onde aparece Pedro Augusto ( parece-nos que em posição de fora de jogo) a rematar para o fundo da baliza do desamparado Renato.




Um balde de água fria para a equipa do Sintrense que se via a perder logo quase no início da partida. A equipa no entanto reagiu bem, e aos 9 minutos só por mera infelicidade não chega ao tento da igualdade. Jorge Bento, à meia volta, remata forte, com a bola a embater na trave da baliza de Tecelão e a cair sobre a linha de golo, para a defensiva da casa aliviar de qualquer maneira.




Um lance que ainda motivou mais os homens do Sintrense. A equipa foi para a frente, com triangulações perfeitas, velocidade sobre a bola e ocupação excelente de espaços vazios, a criar perigo junto à àrea adversária. Logo no minuto seguinte, e na sequência de um pontapé de canto, è Paquete que salva em cima da linha de golo. Novo lance de perigo do ataque do Sintrense, sem ser aproveitado.




Aos 13 minutos, parece-nos que Nuno Duarte é rasteirado dentro da àrea do Cacém. O atacante do Sintrense é rápido a sair do um para um, e quando se tentava esgueirar para o remate final à baliza do Cacém, é travado à margem das leis. O àrbitro, João Bento, tapado pelo cacho de jogadores, nada assinala, perante os protestos da plateia sintrense.




O Sintrense já nesta altura merecia a igualdade, fruto das claras oportunidades que dispôs, mas a bola teimava em não entrar. A equipa jogava bem, estava a ser de longe superior à equipa do Cacém, mas não traduzia em golos essa superioridade.




No entanto, aos 29 minutos, o Atlético do Cacém poderia ter chegado ao segundo golo, novamente por Pedro Cardoso. O remate do atacante sai fraco e permite a Walnei safar o perigo mesmo em cima do risco fatal. Diga-se que a defensiva do Sintrense, nesta primeira parte, era o ponto mais fraco da equipa. Inexplicavelmente estava a cometer muitos erros de marcação, principalmente quando os atacantes do Cacém jogavam nas costas dos centrais sintrenses.

Essa arma do Cacém, quase que liquidava as aspirações do Sintrense na primeira parte da partida, já que na segunda parte, o técnico Paulo Morgado rectificou a maneira de jogar da sua defensiva, e as coisas acabaram por melhorar.




O Sintrense chegaria ao golo da igualdade ainda na primeira parte. Uma excelente jogada de Jorge Bento pela esquerda do ataque, cruzamento para a àrea do Cacém, e Nuno Alves a surgir de cabeça e a restabelecer a igualdade. Um golo que o Sintrense já merecia há muito tempo, porque era a melhor equipa em campo, embora tivesse passado por alguns calafrios pela maneira como jogou a sua defensiva.




A segunda parte do jogo não foi tão emotiva. O cariz do jogo continuou com o Sintrense a ter claramente maior posse de bola, embora sem efeitos práticos. O Cacém apostava na rapidez das transições para o ataque, mas valha a verdade, e à semelhança da equipa do Sintrense, também não criou grandes oportunidades. Nesta segunda parte, contámos duas oportunidades de golo. A primeira para o Cacém, com a equipa da casa a ver Walnei safar mais uma vez a bola em cima da linha de golo, e com Jorge Bento a rematar frouxo para a defesa de Tecelão quando poderia ter feito bem melhor, neste caso, o golo da vitória sintrense.




Embora tenha sido a melhor equipa em campo, o Sintrense sai do Cacém com um ponto. Uma igualdade que se aceita porque o Cacém, como se disse, também dispôs de jogadas de perigo para marcar, embora coubesse ao Sintrense essas melhores oportunidades ao longo dos 90 minutos, mas quem não marca...arrisca-se a não vencer. Foi o que aconteceu ao Sintrense.




Uma partida correcta, onde imperou o fair-play, com muita gente na bancada e onde a partida valeu pela emotividade da primeira parte.




Quanto à arbitragem de João Bento, de Santarém, e seus assistentes, prejudicou a equipa do Sintrense e com clara influência no jogo. O golo do Cacém nasce de uma jogada irregular (falta sobre Angel), e depois o assistente do lado dos bancos não assinala posição de fora de jogo a Pedro Augusto, perante os protestos dos adeptos sintrenses que estavam no enfiamento da jogada. Aos 13 minutos, parece-nos também que existe grande penalidade sobre Nuno Duarte, não assinalada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://susintrenseaodia.blogspot.com
 
At. Cacém 1 - 1 Sintrense
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Matricula
» Cacém - Reggio Emília - Eslovénia - Croácia - Picos da Europa
» R3 Santiago do Cacém

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Forum 3ª Divisão Série E :: Outros :: Fichas de Jogo-
Ir para: